Traços e Riscos de Vida / José Machado Pais

Uma abordagem qualitativa a modos de vida juvenis

4.00 

1 em stock

Descrição

O fenómeno da exclusão social dos jovens – incluindo todas as suas correlativas manifestações de “desenquadramento social” – tem adquirido uma grande relevância pública cuja ressonância principal é a ideia de que os jovens vivem situações crescentes de risco. Riscos múltiplos que se associam a condições precárias de vida, novas formas de vivência e experimentação sexual, manifestações diversas de intolerância (racismo, violência, etc.), apelos consumistas geradores de “pânico social” (nomeadamente com o consumo crescente de drogas mais ou menos “ilícitas”), condutas e culturas “rebeldes”, lazeres marcados por “excessos” e “transgressões”, etc. Contudo, a atenção dirigida às situações e condutas de risco tem arrastado uma concomitante desatenção relativamente aos traços de vida desses jovens. A nossa proposta de investigação é simples: partir dos traços de vida para compreender os seus eventuais riscos. A proposta – que é também uma aposta metodológica – vai, pois, no sentido de clarificar as condições ou determinantes sociais de jovens vivendo em trajectórias de risco ou em contextos de exclusão ou desenquadramento social: … veremos como é vivida a gravidez de jovens mães (traços redondos); abordaremos as socializações que envolvem o consumo de drogas (traços, laços e dependências); as modalidades de aculturação de jovens negros (traços negros); aspectos da cultura graffits (traços falantes); percursos juvenis na noite do Bairro Alto (traços nocturnos); e as sociabilidades das raves (traços contínuos de diversão). Remataremos o estudo (traços cruzados e riscos de vida) sublinhando os trajectos psico-sociológicos das condutas juvenis mais associadas ao risco e questionando algumas intervenções politicas (que políticas a tracejar?).

Detalhes do produto