Recursos Humanos e Estratégia de Desenvolvimento / Sérgio Ribeiro

7.00 

1 em stock

Descrição

Após a guerra de 1939-1945 deixou de existir uma divisão internacional do trabalho, passando-se à coexistência de dinâmicas específicas de modo de produção e de estádios de desenvolvimento com âmbito internacional e com características estratégicas (e contra-estratégicas), que tomam expressão exemplar na transnacionalização do capital, na integração económica socialista, na cooperação horizontal.
A partir desta observação da realidade, comprova-se a necessidade de uma estratégia global para os «países em vias de desenvolvimento». Esta Estratégia deverá assentar na planificação dos recursos humano, entendido o emprego como epifenómeno de trabalho – e sendo a aplicação da força de trabalho com a finalidade da produção para a satisfação das necessidades sociais, produzindo-se o homem nessa produção por o trabalho ser a necessidade primeira.

A planificação dos recursos humanos é a «engrenagem essencial, e a sua concretização nacional (e a articulação internacional) é a via de ruptura dos «círculos viciosos» do subdesenvolvimento.

Detalhes do produto