O Pensamento de Freud / Edgar Pesch

8.00 

1 em stock

Descrição

Enquanto “psicologia das profundidades”, como a chamaram, a psicologia afectiva de que Freud foi o pioneiro e permanece o mestre retém intuitivamente a atenção de muita gente que pensa que ela pode dar-lhe, senão a resposta – impossível -, pelo menos uma resposta aos seus problemas fundamentais.
Se a psicanálise foi condenada pelos estados totalitários, foi porque evidenciava a antinomia do indivíduo e da sociedade, porque explicava implicitamente ou explicitamente que o indivíduo tinha direitos, o que para esses estados era uma heresia insuportável.
Se Freud apenas houvesse sublinhado a contradição entre o homem e a civilização por este elaborada, não ultrapassaria o estádio de uma observação banal, mas ele reconheceu também que os indivíduos tinham deveres pelo facto de viverem em colectividade.
E nisto reside a grandeza da sua mensagem.

Detalhes: