O Imaginário de Lisboa nos Romances Bekenntnisse des Hochstaplers Felix Krull de Thomas Mann e Schwerenöter de Hanns-Josef Ortheil

7.00 

1 em stock

Descrição

Os romances Bekenntnisse des Hochstaplers Felix Krull (1954), de Thomas Mann, e Schwerenôter (1987), de Hanns-Josef Ortheil, partilham da visibilidade e do papel determinante concedidos à capital portuguesa num dado momento da vida dos respectivos heróis-artistas. Após uma introdução à imagem de Lisboa na literatura de expressão alemã do século XX, o presente estudo mostra como nem Félix Krull, por altura do reinado de D. Carlos, nem Johannes, que assiste ao 25 de Abril de 1974 e ao período pós-revolucionário, passam incólumes numa cidade que é mais do que um espaço-cenário. Sem escapar a clichés, o imaginário de Lisboa surge em ambos os autores como um todo complexo, estruturado com imagens, figuras e signos simbólicos e/ou míticos que realçam o seu carácter ficcional e — no caso de Ortheil — claramente intertextual (com Fernando Pessoa, entre outros), apesar de construído sobre a história, a sociedade e a topografia da cidade real.

Detalhes:

Idioma: Português

Editora: Minerva Coimbra

Ano: 2002

Descrição Física: 243 p. ; 23 cm

Condição: Bem conservado