Máscaras de Salazar / Fernando Dacosta

5.00 

Esgotado

Descrição

Uma obra decisiva para a compreensão do século XX português
Máscaras de Salazar é a recriação de uma crónica pessoal a partir de testemunhos, de diálogos, de declarações, de confidências, de segredos que Fernando Dacosta teve com vários protagonistas (e opositores) do Estado Novo, inclusive Salazar. Para julgar é preciso compreender. Daí o contributo deste livro, memória de gerações de pessoas convictas de um desígnio que foi morrendo com elas. É urgente reter a palavra, o testemunho com que influenciaram para sempre o nosso presente e o nosso futuro.
Através de dezenas de depoimentos inéditos, incluindo os do próprio Salazar e de D. Maria, a governanta-virgem, a revelação de dados até agora completamente desconhecidos:
O ex-presidente do Conselho não caiu de nenhuma cadeira.
Conservou, escondidas, duas cápsulas de cianeto fornecidas por Hitler.
A Pide matou Delgado sem o seu conhecimento.
Foi ele que sugeriu a fuga de Cunhal da prisão de Caxias.
As razões que levaram a Santa Sé a considerá-lo a «encarnação viva do demónio».

CRÍTICAS
«O mundo dacostiano alcança uma complexidade, uma riqueza e uma dimensão invulgares. Encena, com grande maestria, rupturas que constituem a tragédia nacional portuguesa.»
Patrick Durrer, Universidade de Zurique

«Fernando Dacosta tem sido um dos mais significativos intérpretes do universo do chamado Estado Novo, ditadura de fato cinzento e não de uniforme, dirigida por pessoas com formação universitária e não por militares.»
Henrik Nilsson, Svenska Dagbladet, Suécia

«Não há nada de semelhante na moderna literatura portuguesa. Fernando Dacosta é um escritor a ser conhecido fora de Portugal.»
Celso de Oliveira, World Literature Today, Universidade de Oklahoma

CRÍTICAS DE IMPRENSA

«Um livro indispensável para conhecer a história recente de Portugal.»
Javier García, El País

Detalhes:

Idioma: Português

Editora: Notícias

Ano: 1997

Nº Edição:

Descrição Física: 263 p. ; 21 cm

Condição: Muito bem conservado.