Jardins da Maré-Baixa / Maria José de Almada Negreiros

9.00 

1 em stock

Descrição

A leitura deste livro em manuscrito foi para mim uma revelação como a que se tem de uma paisagem insuspeitada à luz de um relâmpago. Nestas linhas há um encanto que só sei definir como a ondulação de uma linha mágica, pura e infantil. Antes de haver a experiência e o treino da vida há o impulso vital em que se revelam as reminiscências das ideias que as cinzas da existência pouco a pouco escondem e apagam. É esse impulso que aqui se revela na sua pureza.
– António José Saraiva
No sentido tradicional os enredos, os reflexos e os labirintos do que se chamava psicologia não estão muito na moda. Nascemos já freudianos, mesmo sem ter ouvido falar de Freud. Maria José Almada Negreiros ouviu falar, fala mesmo de dentro dessa fala universal como se conversa em família. Mas o interessante na sua ficção é que o olhar que pousa sobre os outros e que a envolve é claro como uma fotografia. Claro, rápido, cortante como uma lâmina. É um inconsciente de um pequeno mundo e de um certo mundo, de uma cidade no que cala e diz em excesso que é sobre-exposto numa luz que acaba por ser uma forma refinada de mistério. Muitos se
surpreenderão com este jogo de espelhos em que a imagem da narradora se fragmenta sem se estilhaçar.

– Eduardo Lourenço

Detalhes:

Idioma: Português

Editora: Edinter

Ano: 1991

Nº Edição:

Descrição Física: 159 págs. ; 21 cm

Colecção: De palavra em palavra

Condição: Muito bem conservado.