Corrupção e Incompetência no Cartório da Nobreza / Américo Brasil

14.00 

Esgotado

Descrição

O Cartório da Nobreza foi estabelecido por D. João I para controlar o uso de armas (brasões). Cabia-lhe a organização dos processos de justificação de nobreza e o respetivo estudo até à passagem do brasão de armas pelo rei.
No século XVII segundo palavras do autor “a corrupção, a incompetência e o desleixo grassavam” no «Cartório» “consoante transparece do diploma que aqui se reproduz e de que em suma, erradia todo o ensaio de investigação historiográfica que preenche estas páginas, reveladoras, afinal, de pequeno mas indispensável contributo para o estudo da nossa sociedade setecentista.”

AUTOR(ES): Brandão, António de Sousa, 1934-
PUBLICAÇÃO: Porto : Athena, imp. 1986
DESCR.FÍSICA: 97, [3] p. : il., 1 f. dobr. ; 23 cm
ASSUNTOS: Cartório da nobreza — Portugal – Séc.18

Detalhes: