Cartas de Napoleão a Maria-Luíza

Comentadas por Carlos de La Ronciére  (conservador da biblioteca nacional de França).

10.00 

1 em stock

Descrição

Contém 78 gravuras e no final do volume, aparece a reprodução em fac-simile de 21 cartas autógrafas de Napoleão a Maria-Luíza.
Contém também dois capítulos que abordam os dois vértices do relacionamento português com a França de Napoleão (escritos por Ramiro Mourão em 1935).

Napoleão Bonaparte (1769-1821), foi um líder político e militar francês.
Aluno brilhante, seguiu a carreira das armas formando-se como oficial de artilharia. Tendo aderido desde o início à revolução francesa (1789), e após uma fulminante ascensão na carreira militar devido às suas brilhantes e estrondosas vitórias nos campos de batalha, foi nomeado comandante-em-chefe do exército e tornou-se, liderando um golpe de estado, o principal cônsul do triunvirato que governou a França com o fim do Diretório (1799).
Adotando o nome de Napoleão I, foi designado pelo senado em 1804 imperador dos franceses e, para além da vertente militar, deixou a sua marca indelével e profunda na organização política da França e um pouco por toda a Europa. A sua derrota em 1815 contra tropas da sétima coligação em Waterloo, ditou a sua abdicação definitiva do poder e o exílio na ilha de Santa Helena onde viria a morrer.