A Máscara Vermelha / M. Pinheiro Chagas

5.00 

1 em stock

Descrição

No dia 7 de junho de 1640 rebenta em Barcelona a “Revolta da Catalunha”. O rei Filipe IV de Castela foca a sua atenção e os seus esforços naquela província do leste da península, fragilizando a defesa dos restantes domínios. É neste contexto que em Portugal tem início o movimento de restauração da independência, que irá culminar na revolta de 1 de dezembro. São estes dois acontecimentos históricos que inspiram este romance de Pinheiro Chagas. Nele é narrada a história de uma jovem portuguesa, de nome Inês, que é acolhida em Castela pelo vice-rei, um velho amigo de seu pai. Ali vive protegida e num ambiente familiar até que o povo em motim, naquela que ficou conhecida como a revolta dos segadores, invade o palácio do governador com o objetivo de o assassinar e declarar a independência da região. Durante esta invasão ela vê-se confrontada com uma difícil decisão, salvar o seu protetor ou a sua dignidade. Escolhe preservar a vida de quem tanto estima e perde a virgindade aos braços do líder dos revoltosos, D. Pedro Bonete. Apesar dos esforços de Inês o vice-rei acaba assassinado pelos revoltosos e ela fica à guarda de Pedro Bonete. A convivência entre ambos dá origem a uma paixão e Inês já profundamente enamorada do catalão, e por temer pela vida dele, propõe-lhe que regressam ambos a Portugal assim que o rei Filipe recuperar o controlo da Catalunha. Em Portugal davam-se os primeiros passos para a restauração da independência e os acontecimentos que se seguem acabam por revelar o verdadeiro caráter do espanhol.

Detalhes:

Ano: 1956

Nº Edição:

Descrição Física: 206 [2] p. ; 20 cm

Colecção: Progresso