A Construção de Jesus / José Tolentino Mendonça

15.00 

1 em stock

Descrição

Prémio Pen Clube Português 2004 (Ensaio)

CRÍTICAS DE IMPRENSA

“Ler ‘A Construção de Jesus’, de José Tolentino de Mendonça, é, em primeiro lugar, fazer um percurso de redescoberta do texto bíblico – e, neste caso, dos evangelhos. É conhecido o valor literário dos Salmos ou de livros como o Eclesiastes. Afinal, as histórias dos evangelhos contêm também um valor narrativo por muitos insuspeitado. Esta abordagem narrativa de um trecho dos evangelhos – a primeira na teologia portuguesa – aqui está, para o demonstrar.”
António Marujo, Público, Mil Folhas“Em ‘A Construção de Jesus’ […] encontramos uma análise muito interessante e rica, que se projecta muito para além de um domínio estrito do saber. […] Por que existem as histórias? Por que resistem elas ao inelutável manto do esquecimento? As história existem para melhor nos compreendermos e compreendermos a realidade que nos cerca e os outros.”
Guilherme d’Oliveira Martins, JL

EXCERTOS

[…] O objectivo da presente dissertação é abordar o episódio do terceiro Evangelho (Lc 7, 36- -50) através de um exercício de análise narrativa, averiguando o modo como o narrador lucano faz emergir o personagem Jesus. A isso chamamos «construção». Não se pretende discutir a prioridade que o Jesus histórico tem sobre o raconto que o toma por protagonista. Se, como recorda Genette a propósito da ficção, a situação narrativa supõe uma instância que precede o actual estado da escrita, quanto mais não se dirá de um Evangelho (Lc 1,1) que intende relatar «factos que se cumpriram» […] A inquestionável anterioridade de Jesus é fundadora do próprio raconto. A nossa opção é a de sondar a forma como Jesus é revelado no texto evangélico pelo recurso a essa poderosa «arte refinada», que Lucas domina de for! ma até «instintiva», a arte de narrar. Veremos que a arte literária não só nada dilui do impacto teológico da sua figura, como nos faz perceber que a teologia do raconto não se pode dissociar do modo como ele é construído: as categorias do raconto e seus procedimentos estão implicados no conteúdo veiculado. E se, como escreve Aletti, «talvez a obra lucana seja o primeiro ensaio de cristologia verdadeiramente narrativa», teremos a oportunidade, por aí, de aprofundar caminhos de um renovado encontro com Jesus. […]
José Tolentino Mendonça

Detalhes:

Idioma: Português

Editora: Assírio & Alvim

Ano: 2004

Descrição Física: 276 [3] p. ; 24 cm

Colecção: Peninsulares

Condição: Muito bem conservado.